Maitê Proença pede indenização de R$ 500 mil a Globo na Justiça do Trabalho

A primeira audiência foi realizada na manhã desta terça-feira (31), na 54ª Vara do Trabalho, no Rio de Janeiro. O processo corre sob segredo de Justiça.

A atriz não teve seu contrato renovado no segundo semestre de 2016, e acabou entrando na lista negra da emissora ao declarar, em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, que soube de sua demissão por meio da imprensa.

“Foi muito estranho, não tive nenhum aviso. Quando começaram os boatos de que eu já tinha sido dispensada, liguei para a pessoa que tinha me dito que o contrato seria renovado e ela me falou que, de fato, ia ser descontinuado”, disse, em novembro de 2017.

No processo que move contra a emissora, Maitê convocou a própria filha, a advogada Maria Proença Marinho, para representá-la. Além dela, contratou também o advogado Tulio Claudio Ideses.

Maitê segue os passos de Carolina Ferraz, que também abriu um processo contra a emissora, reivindicando seus direitos trabalhistas. A indenização que ela pede, no entanto, é bem mais gorda: R$ 7 milhões.

Sobre Darlan Alves Lustosa 3425 Artigos
Texto sobre o administrador do site.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.