PRF registra diminuição de acidentes totais graves na Bahia

Além de 15% na redução de acidentes, em relação a 2017, a PRF finalizou a Operação autuando 92 motoristas embriagados, fator que equivale a um flagrante de embriaguez a cada 47 minutos.

Foto: Polícia Rodoviária da Bahia

 

A Polícia Rodoviária Federal divulgou hoje, balanço da Operação Independência do Brasil 2018. Até as 23:h59 de ontem (09) foram flagradas 635 manobras de ultrapassagens proibidas, 2.192 veículo em velocidades superiores as máximas permitidas. Ainda durante a operação, 7.503 pessoas e 6.996 veículos foram fiscalizados.  Destacam-se ainda 635 por ultrapassagens proibidas, 193 por não usar cinto de segurança, 36 por transportar criança em veículo automotor sem observância das normas de segurança e 25 por conduzir motocicleta, motoneta ou ciclomotor sem usar capacete de segurança.

Na Operação Independência dos 2.467 testes com etilômetro, 92 condutores foram notificados por dirigirem alcoolizados, infração gravíssima, com multa de R$ 2.934,70.

A Operação Independência, contou com reforço de policiais, além de equipes de operações especiais em motopoliciamento que desenvolveram ações de fiscalização à criminalidades nas rodovias federais que cortam a Bahia.

Como no ano anterior, ocorreram eventos simultâneos no interior do estado, a 43ª EXPOFEIRA – Exposição Agropecuária de Feira de Santana, a Vaquejada de Serrinha e a Copa Vela em Paulo Afonso, todos iniciados em 06/09 e finalizados em 09/09, o que resultou em um aumento considerável no fluxo de veículos nas rodovias envolvidas. Desta forma, a fiscalização foi intensificada nos trechos mais críticos das rodovias baianas.

Ocorrências

Fatores como a imprudência, a inabilidade, a falta de cuidado e o desrespeito às Leis de Trânsito dos condutores, foram determinantes para a ocorrência de 39 acidentes, redução de 15% em relação ao ano passado. Desses, 15 foram considerados graves, aqueles em que há pelo menos um ferido grave ou uma pessoa morta, número que representa uma redução de 12%. Este ano 9 pessoas morreram, contra sete no ano passado. Das mortes, uma ocorreu em acidente do tipo colisão frontal, que são aqueles causados, na maioria dos casos, por ultrapassagens proibidas. Outros dois óbitos ocorreram por capotamento, três por atropelamento de pedestre, um por saída de pista, um por colisão transversal e um outro por colisão lateral.

Criminalidade

Paralelamente à fiscalização de trânsito, a PRF desenvolveu o combate à criminalidade, inibindo ações delituosas contra os usuários das rodovias. Em todo o estado, os policiais prenderam 21 pessoas por crimes diversos, apreenderam 35,6 kg de maconha e recuperaram 4 veículos roubados.

 

 

 

0 0 voto
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários