Bolsonaro tem maior rejeição, Ciro sobre muito e Haddad cresce 5 pontos, diz pesquisa Datafolha

Divulgação

O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) oscilou para mais dentro da margem de erro em pesquisa divulgada nesta noite (10) e após ser vítima de uma facada na última quinta-feira (6). O deputado federal pulou de 22% para 24% em um cenário sem Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no entanto a rejeição subiu de 39% para 43%, caso em que o Datafolha pergunta em quem o eleitor não votaria de jeito nenhum.

Em segundo lugar aparece Ciro Gomes (PDT), com 13%. Na sequência, empatados tecnicamente, aparecem Geraldo Alckmin (PSDB), com 10%, Marina Silva (Rede), que caiu de 16% para 11%, e o ex-prefeito de São Paulo e possível substituto de Lula na disputa, Fernando Haddad (PT), que pulou de 4% para 9%.

O Datafolha entrevistou 2.804 eleitores de 197 municípios nesta segunda (10). A pesquisa foi realizada em parceria com a TV Globo.  A margem de erro é de dois pontos percentuais e o número de registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é BR-02376/2018. O primeiro turno das eleições está marcado para 7 de outubro, em quatro semanas.

0 0 voto
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários