MPF investiga prefeitura que fez excursão para Formosa do Rio Preto

Imagem: Ilustrativa

Uma denúncia enviada através da Sala de Atendimento ao Cidadão  no site do Ministério Público Federal no Piaui, ocasionou em inquérito civil para investigar a irregularidade no município de Gilbués. A portaria nº 02  assinada pelo procurador da República Anderson Rocha Paiva, na terça-feira (29), noticiando a utilização irregular de ônibus escolar do município de Gilbues, placa HZA 6872, custeado com recursos do PNATE e pertence a empresa C2 Transportes, com o escopo de conduzir uma excursão nos dias 24 e 25 de novembro de 2018 até a pousada Cosme e Damião em Formosa do Rio Preto (BA).

Segundo o site GP1, a viagem foi organizada por Leandro Andrade Figueiredo, diretor da unidade Escolar Fausto Lustosa, localizada também em Gilbués.

Inicialmente foi aberta uma notícia de fato , mas por conta da insuficiência de elementos necessários para uma imediata adoção de qualquer das medidas elencadas no artigo 4º da Resolução CSMPF nº 87/2010, que diz que as peças informativas deverão ser protocoladas , registradas e autuadas e diante do esgotamento do prazo desse procedimento administrativo, foi instaurado o inquérito.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.