Matéria do site UOL destaca moradores de Formosa do Rio Preto e avanço do agronegócio sobre o cerrado

Matéria publica hoje (11) no site no UOL, produzida pela AFP, agência internacional de notícias, mostra a realidade do povo geraizeiro em Formosa do Rio Preto e expansão do agronegócio sobre o cerrado, o segundo maior bioma brasileiro. Berço de oito, das doze bacias hidrográficas do Brasil, o cerrado tem ao longo dos anos perdido sua vegetação natural.

Para além da expansão, a matéria fala sobre a investida da fazenda Estrondo sobre antigos moradores da região, conhecido como geraizeira, comunidade tradicional, reconhecida pelo governo da Bahia como Fundo e Fecho de Pasto.

“Aqui era um lugar sossegado, mas desde que os seguranças da fazenda começaram a entrar nas nossas comunidades e controlar nossos movimentos, não conseguimos mais dormir”

Sabino Batista Gomes, morador da Cacimbinha

Instaladas no Nordeste do Brasil, a duas horas de uma estrada de terra arenosa de Formosa do Rio Preto, no extremo oeste do estado da Bahia, as 121 famílias de descendentes de indígenas, de ex-escravos e pequenos agricultores que chegaram ao Cerrado no final do século XIX denunciam a apropriação de seu território por uma grande fazenda para exploração agrícola.

Veja a matéria neste link

Matéria do site da Agência AFP

Sobre Darlan Alves Lustosa 3031 Artigos
Texto sobre o administrador do site.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.