Vazio Sanitário da Soja tem início na Bahia

Reprodução: Fala Barreiras

Do dia 1 de julho até 7 de outubro os sojicultores do Oeste baiano não podem manter nenhuma planta voluntária nas lavouras de soja. A destruição das tigueras atende à determinação da Portaria nº 235/2017, da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), cujo objetivo é prevenir e combater o fungo causador da ferrugem asiática – doença que mais tem preocupado os sojicultores no Brasil.

O período de “tiguera zero”, também chamado de Vazio Sanitário, é a medida mais eficaz para conter a proliferação da praga. Os agricultores que não cumprirem as exigências sanitárias estão sujeitos às penalidades, a exemplo de multas aplicadas pelo órgão fiscalizador. Isso sem contabilizar os prejuízos incalculáveis que a doença pode provocar à plantação.

as informações são do site Fala Barreiras

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.