Justiça suspende nomeação de presidente da Fundação Palmares

Reprodução: Bahia Notícias

Uma decisão da 18ª Vara Federal do Ceará suspendeu o ato do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que nomeou Sérgio Camargo presidente da Fundação Palmares. O juiz Emanuel José Matias Guerra, da 18ª Vara Federal do Ceará, acatou a Ação Popular proposta contra a decisão do governo de Jair Bolsonaro de nomear Camargo.

O jornalista Sérgio Nascimento de Camargo, nomeada na última quarta-feira (27), já chegou a negar a existência de racismo no Brasil. De acordo com reportagem do jornal O Globo, o militante de direita também já afirmou que a escravidão foi “benéfica para os descendentes” e que o movimento negro precisa ser “extinto” (leia mais aqui). A Fundação é órgão responsável pela promoção da cultura afro-brasileira.

0 0 voto
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários