Mãe de indiciado na Operação Falso Negativo no DF morre em acidente em Formosa do Rio Preto

Acidente aconteceu no último dia 30 de dezembro.

Com Metrópoles e Correio Braziliense

A mulher vítima de acidente automotivo ocorrido no último dia 30 na BR-135 entre os povoados de Malhadinha e Caraíbas em um trecho do município de Formosa do Rio Preto não resistiu e morreu depois de ser encaminhada para o Hospital do Oeste no último dia 30/12.

Zuleide Santana Lopes de 51 anos, seguia para o estado da Paraíba quando perdeu o controle do carro que dirigia, bateu na lateral de um caminhão que seguia sentido contrário e parou do outro lado da pista. Ela teve um corte na cabeça e escoriações pelo corpo e foi encaminhada para o Hospital Municipal Altino Lemos Santiago pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu. Com o agravamento de seu estado de saúde, ela foi intubada e transferida pela Unidade de Saúde Avançada para o Hospital do Oeste em Barreiras. Um passageiro que seguia com ela teve ferimentos leves. Já o motorista do caminhão não teve ferimentos.

Zuleide era mãe de Ramon Santana Lopes Azevedo, indiciado na Operação Falso Negativo desencadeada em Brasília em 25 de agosto de 2020 e que levou a cúpula da Secretária da Saúde do Distrito Federal para a cadeia, inclusive o Secretário de Saúde Francisco Araújo Filho. No total 15 pessoas foram indiciadas.

Ramon é assessor especial da Secretaria da Saúde do DF e foi indiciado por organização criminosa, fraude à licitação e peculato.

Ramon Santana Lopes de Azevedo – Foto: Reprodução Metrópoles
0 0 voto
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

3 Comentários
Mais antigas
O mais novo Mais Votados
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Pedro

Quanta babaquisse respeitem a dor da perda familiar, é muito maior, a mãe e família do cara não tem nada a ver com o caso em questão, vocês da imprensa fazem de tudo pra ganhar manchete né, entendo se o cara errou que pague pelo erro dele mas não é um momento propicio pra vocês citar tal questão. Matéria lixo

Pedro

Falo mais ainda, o cara é um investigado não um condenado entao até que se prove o contrário e seja julgado o cara ainda é inocente. Entao digo antes de pensar em ganhar destaque em uma reportagem pensem na dor da família. Se querem manchete Busquem fazer uma reportagem com informações completas, essa de imprensa viver só do título da reportagem é coisa de ignorantes que só buscam escândalo, as pessoas sabias buscam detalhe da reportagem, o que ocorreu, entrevista de alguém envolvida no acidente preferencialmente no caso sobreviventes que estavam no mesmo veículo etc…. Agora usar um titulo idiota… Leia mais »

Daniel

Vocês da imprensa são uns babaca respeita a dor da família.antes de meter a língua olhem primeiro os fatos e as provas que tem .nenhuma prova incrimina o rapaz não.