Primeira indígena a ser vacinada contra Covid-19 é baiana e tem 50 anos

O uso emergencial da CoronaVac foi avaliado hoje pela Anvisa e aprovado por diretores do órgão por unanimidade.

A primeira indígena a ser vacinada contra a Covid-19 é uma baiana nascida na cidade de Euclides da Cunha na Bahia. Vanuzia Costa Santos é técnica em enfermagem, assistente social, tem 50 anos e mora na aldeia multiética Filhos dessa Terra localizada no bairro Cabuçu em Guarulhos.

LEIA MAIS:

Ela mudou-se para o estado de São Paulo em 1988. Ela foi diagnosticada com a Covid-19 no mês maio de 2020. Solteira, tem um filho de 24 anos e relata o sofrimento provocado pela doença: dor no corpo, tosse, muita falta de ar, além da ausência de olfato e paladar que persistem até hoje.

Vanuzia é também presidente o Conselho do Povo Kaimbé, originário do Nordeste. Ela afirma que deseja um dia retornar para cuidar dos moradores da aldeia de Massacará em Euclides da Cunha.

“Fiquei muito feliz de participar deste momento. Sou defensora da vida, de outras vacinas, da prevenção, saúde. Devemos valorizar a educação, a ciência, e isso pode ser conciliado mantendo uma crença, com as rezes e a medicina tradicional do meu povo“,

afirmou a reportagem do Portal UOl.

com UOL e Agência Brasil.

VEJA TAMBÉM:

0 0 voto
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários