Justiça decreta prisão preventiva do ex-presidente da Câmara de Riachão das Neves

Imagem: Reprodução Alô Alô Salomão

 

A justiça de Barreiras (BA), acatou o pedido do Ministério Público Estadual e decretou a prisão preventiva do ex-presidente da Câmara Municipal de Riachão das Neves, Antonio de Ulisses, denunciado por aliciar e abusar sexualmente de crianças que frequentavam aulas de informática em uma escola mantida pela Colônia de Pescadores, presidida por ele no distrito de São José.

As investigações partiram de uma denúncia de uma garota de 12 anos, residente em Barreiras (BA), que procurou o Conselho Tutelar, alegando que foi violentada, em visita aos familiares no Distrito de São José do Rio Grande . Na denúncia da  adolescente, os atos sexuais envolvia exposição de órgãos sexuais das crianças e realização de atividade sexual e que inclusive eram fotografadas pelo autor.

O Conselho Tutelar de Barreiras, formalizou a denúncia na 1ª Delegacia de Barreiras, onde o delegado José Romero pediu a justiça que decretasse a prisão temporária do acusado pelo prazo de 30 dias, para investigação do caso. No último dia 15 de agosto, Antonio de Ulisses, se apresentou espontaneamente na unidade policial, acompanhado de seu Advogado, Cássio Machado, onde permanece preso.

“A prisão preventiva é um instrumento processual usado pelo Poder Judiciário antes da condenação do réu em ação penal ou criminal. Nos dois casos, ela obedece a requisitos legais regulamentados pelo artigo 312 do Código de Processo Penal”.

 

As informações são do Alô Alô Salomão : www.aloalosalomao.com.br
0 0 voto
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários