Formosa, formosa tu hás de ser!

Foto: Darlan A. Lustosa | Portal do Cerrado

Por Maria da Rocha Nogueira*

Em 1959, aqui era uma vila, vivia sob o domínio de Santa Rita de Cassia.
O prefeito era o Sr. Frederico Ribeiro Fidelis, logo veio a óbito, ficando assim a vice, como prefeita interina, d. Vivi de Basta ( não sei o nome) .

Quando por aqui sempre passava um senhor, cujo nome era José Guedes, idealizador de pontes, que entrou em contato com alguns cidadãos, e deu a ideia de que deveria construir uma ponte.
Assim , esses homens de bem se juntaram, e cada um deram sua contribuição, onde a família de d. Rezia e Agamenon Augusto da Silva , deram toda a madeira.


Também uma verba de 300 mil cruzeiros, que veio do D. N. E. R. , através do 5° Distrito Rodoviário Federal de Salvador, em 30 de junho de 1. 960, que foi entregue pelas mãos de Dr. Dante França, funcionário deste Distrito.

Em 1.960 essa ponte é feita.

Em 21 de dezembro de 1.961 , sob a lei 1. 590
FORMOSA EMANCIPADA E SOBERANA.

Tornando assim livre!

Passou governo do Sr Orlando Cézar, Benedicto Araújo, Edivaldo Bonfim, Agamenon Augusto, a ponte sem problema.

Em 1.979 , no governo de Domingos Bispo, uma grande cheia inundou a região, foi decretado Estado de Calamidade Pública. Nessa época , a ponte com a força das águas desmoronou. De imediato construiu num prazo de 4 meses. Ponte bem edificada , com cabeceiras concretizadas abaixo 1 metro e meio. Passou o governo do Sr. Idaiano Câmara, estava nova.

Em 1.990, no governo do Sr. Domingo Bispo houve pequenos reparos e pinturas. Passou o governo do Sr Hamilton Santos, o governo do Sr. Pedro Guedes, não precisou.
No governo do Sr. Manoel Afonso, pinturas , conserto do pega mão.
No governo de Jabes Júnior , o pega mão , foi trocado de madeira para ferro, e pintura.

Ela faz parte do nosso patrimônio histórico da nossa cidade.

Maria da Rocha Nogueira

Maria da Rocha Nogueira é professora

Este texto não representa necessariamente a ideia do site

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.