Defesa de Lula pede para ex-presidente deixar prisão após decisão do STF

Pedido de soltura foi protocolado na manhã desta sexta-feira (8)

A defesa do ex-presidente do República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu hoje (8) à Justiça, que ele deixe a prisão imediatamente, de acordo com o Estadão. O advogado Cristiano Zanin se reuniu com o petista na sede da Polícia Federal (PF), em Curitiba.

O pedido ocorre um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubar a prisão de condenados em segunda instância. A decisão caberá a juíza Carolina Lebbos, que não tem prazo pra decidir sobre a soltura de Lula.

No documento à juíza, foi protocolado por volta das 11h00 desta manhã de sexta-feira e o defensores pedem que Lula seja dispensado do exame de corpo de delito para ser libertado.

A maioria dos ministros decidiu que, segundo a Constituição, ninguém pode ser considerado culpado até o trânsito em julgado (fase em que não cabe mais recurso) e que a execução provisória da pena fere o princípio da presunção de inocência. O STF, inclusive, divulgou no fim da manhã a ata da sessão.

com Estadão e G1

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.