Secretário de Saúde responde a questionamentos de vereadores e acusa gestão anterior por dificuldades

A sessão foi na última terça-feira

Foto: Portal do Cerrado

o Secretário Municipal de Saúde, Hildjane Leite, atendeu a convocação dos parlamentares e compareceu a sessão para responder aos questionamentos dos vereadores de Formosa do Rio Preto, às questões pertinentes à pasta da saúde: Em sua fala, o secretário informou que ainda estão no início da gestão e por isso a Secretaria da Saúde está enfrentando muitas dificuldades, mas que toda a equipe está se esforçando para solucionar os problemas. Segundo o secretário, as Unidades de Saúde da Família em Malhadinha, São Marcelo e Santana ainda estão fechadas devido a falta de estrutura do telhado, problemas com fossa séptica e falta de equipamentos, porém as unidades da sede estão funcionando desde janeiro. O secretário, chegou a mostrar fotos das unidades, através de um retroprojetor.

Outra dificuldade apontada por ele foi em relação aos arquivos eletrônicos que foram deletados de todos os computadores da Prefeitura, incluindo os computadores da Secretaria de Saúde, prejudicando a continuação dos trabalhos. Hildjane afirmou que a mudança da sede da Secretaria de Saúde foi para garantir a acessibilidade e que o cadastramento junto à Policlínica do Oeste já está concluído.

Ao ser questionado sobre a casa de apoio, localizada em Barreiras, o secretário informou que a secretaria irá locar outro imóvel, também próximo ao Hospital do Oeste, para melhor atender os pacientes, enquanto a casa de apoio em Salvador está recebendo pacientes normalmente, assim como o transporte continua disponível. O secretário garantiu que Tratamento Fora de Domicílio – TFD não foi suspenso e que a equipe que atente no Centro de Atendimento ao Covid-19 permanece com a mesma quantidade de profissionais, inclusive realizando atendimentos das Unidades de Saúde da Família.

Leite informou ainda que, foi adquirido junto ao Ministério da Cidadania (sic), três respiradores artificiais para a instalação de uma sala de estabilização no Hospital Municipal Altino Lemos Santiago.

O secretário confirmou o atraso no pagamento dos profissionais e defendeu que em breve será resolvido e que estão contratando emergencialmente mais profissionais para atender a população.

Por fim, o secretário assegurou o envio aos vereadores de um relatório com os dados atualizados da vacinação e sobre a situação epidemiológica do coronavírus no município no entanto até esta sexta-feira (11), o relatório não tinha sido ainda disponibilizado.

0 0 voto
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários