Após polêmica, prefeitura de Formosa do Rio Preto emite nota de esclarecimento

Após culpa cair sobre a oposição sobre a não distribuição de cesta básica na Semana Santa, prefeitura acuada foi obrigada a emitir nota

Edifício sede da Prefeitura de Formosa do Rio Preto, na Bahia - Foto: Portal do Cerrado

Após uma polêmica nas redes sociais sobre a não distribuição de cestas básicas na Semana Santa, a prefeitura de Formosa do Rio Preto, na Bahia, foi obrigada a ir público e prestar esclarecimentos a população. Agora, diz a prefeitura, o impedimento foi causado pela Lei 9.504, conforme dispõe o Parágrafo 10 do art. 73.

Lei Eleitoral 9.504, Formosa do Rio Preto, Bahia, Cestas Básicas, Semana Santa.
Reprodução: JusBrasil

Na nota, a prefeitura diz que desde 2022 faz a distribuição das cestas básicas, mas ainda, não enviou a Câmara de Vereadores, o Projeto de Lei que autorizasse o programa social. A prefeitura também disse “repudiar qualquer tipo de manifestação inverídica”. (veja abaixo)

O embate começou na noite de quinta-feira (23) com apoiadores do prefeito acusando um vereador e um pré-candidato ao cargo máximo do município de que eles teriam impedido a distribuição das cestas básicas, logo a prefeitura se via impossibilitada. Nas redes sociais, a informação falsa ganhou força e políticos foram execrados.

LEIA MAIS: Portal do Cerrado

A fake news, praticamente, lançou a pré-candidatura de Bira Lisboa ao cargo de prefeito, quando ele foi a público dizer que ação era mentirosa. Contundente, chegou a dizer que o governo era de malandros. O vereador Robertinho Andrade, eleito no mesmo partido do prefeito e que deixou a base governista, também virou alvo. Ele também rebateu as críticas em um vídeo. A reação acalmou os ânimos e a fake news virou motivo críticas da oposição. A ação e reação esquentou os bastidores políticos. (leia aqui)

Por outro lado, Adelar Elói, até então pré-candidato a prefeito, também se juntou aos dois, exigindo uma explicação do prefeito.

Formosa do Rio Preto é um dos maiores produtores de grãos do país, com arrecadação mensal acima dos R$ 20 milhões. Ainda assim, o município, governado pela terceira vez por Manoel Afonso, mantém níveis de pobreza inaceitáveis. (leia aqui)

Em janeiro, o IBGE divulgou que o município mantinha, em 2021, pelo ano segundo ano consecutivo, o 2º PIB PER CAPITA da Bahia.

Se em 2019 o município tinha o 5º maior PIB Per Capita do estado, com valor de R$ 72.379,97, os números seguintes surpreenderam. Em 2020 o valor mais do que dobrou, chegando a R$ 147.092.01 e em 2021, com variação positiva em torno de 20%, chegou aos R$ 176.491.78.

LEIA A NOTA DA ÍNTEGRA

Sobre Redação 5858 Artigos
Perfil da redação do site Portal do Cerrado, site com notícias do Brasil, Bahia e em especial a região Oeste do estado
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário
Mais antigas
O mais novo Mais Votados
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
DEIXA QUIETO

Bira!!! Já ganhou! TAN, TAN, TAN,. A mordida da porca!!!
Bira, na caladinha com seu novo parceiro político, vão fazer de tudo pra ganhar.

Jornaleco se deixasse de lado a imparcialidade, e se tornasse um profissional de verdade, poderia ter visto notícias mais importantes, como um ex morador de Formosa que foi preso em Santa Rita de Cassia. Ajudando outros que poderiam ter sido vítimas a denunciarem também.

Mas é tão obcecado em peeceguir o atual gestor e alavancar a já perdida candidatura de Bira, que não enxerga mais nada.