Bahia faz alerta por varíola dos macacos

Mais três estados também emitiram alertas

Até o momento, o Brasil não registrou nenhuma infecção pela doença, que conta com casos em mais de 15 países - Foto: CDC | Divulgação

O surto de casos de varíola dos macacos em diferentes partes do mundo faz com que secretarias de Saúde de quatro estados brasileiros aumentem a vigilância e o nível de alerta para localizar casos suspeitos. A Secretaria de Saúde da Bahia – Sesab emitiu alerta para as vigilâncias epidemiológicas. O mesmo aconteceu em Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo.

Esses estados aumentaram o nível de atenção e permanecerem em sentinela para hipotéticos casos. A principal ordem é que os casos em investigação sejam comunicados para o registro na Rede Nacional de Alerta e Resposta às Emergências em Saúde Pública.

Na quarta-feira, 25, a Sesab fez recomendações sobre a prevenção do contágio pela varíola de macaco. A pasta recomendou que residentes e viajantes de países endêmicos evitem o contato com animais doentes que possam abrigar o vírus da varíola dos macacos.

“Entre os cuidados, estão o de abster-se de comer ou manusear caça selvagem, higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel, além de evitar contato com pessoas infectadas e usar objetos de pessoas contaminadas e com lesões na pele”, informa, em nota.

A doença já foi identificada em Estados Unidos, Canadá, Austrália, Reino Unido, Portugal, Espanha, Irlanda do Norte, Argentina, Alemanha, Bélgica, França, Holanda, Itália, Suécia, Áustria e Suíça. Até o momento, o Brasil não registrou nenhuma infecção pela doença.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários