Bruno Gagliasso perde contrato por piada homofóbica

Foto: Reprodução Instagran

Mesmo após se desculpar publicamente por antigas postagens com “piadas” homofóbicas resgatadas por internautas,  o ator Bruno Gagliasso começou a perder contratos de patrocínio. O ator liderou um boicote ao youtuber Julio Cocielo, criticado por fazer um comentário considerado racista contra o jogador Mbappé.

Gagliasso e Gio Ewbank,  foram alguns dos famosos que se posicionaram contra o youtuber. Depois de Gio rebater uma seguidora que ponderou que a maioria dos posts de Cocielo eram de “2013/14”, outros usuários da rede social foram vasculhar o perfil do ator.

Ele perdeu espaço em uma campanha da prefeitura do Rio de Janeiro contra a LGBTfobia, em que aparecia ao lado da frase “homofobia é uma violência de ódio”.

O Itaú, que também havia contratado Bruno, informou, no Instagram, que o ator “não faz mais parte de nossas campanhas que estão no ar”.

“Reforçamos que o Itaú repudia toda e qualquer foram de discriminação e preconceito. Esperamos que o respeito à diversidade sempre prevaleça”, publicou a empresa, depois se ser pressionada por internautas por ter retirado o patrocínio de Júlio Cocielo.

Sobre Darlan Alves Lustosa 7930 Artigos
Darlan Alves Lustosa é um formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia com registro profissional 6978/BA
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários