Buritizinho e Barra do Brejo recebem Certificação da Fundação Palmares como Comunidade Quilombola

Moradores do Buritizinho e Barra do Brejo quando do Seminário Contra o Racismo Institucional em novembro de 2017

Quarenta e três famílias da  comunidade do Buritizinho/Barra do Brejo em Formosa do Rio Preto (BA), receberam a Certidão de Autodefinição à Comunidade Quilombola pela Fundação Cultural Palmares.

A certidão garante acesso a política de regularização territorial junto Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA

Para os quilombolas, descendentes de africanos escravizados no Brasil, é uma importante conquista ter a sua comunidade oficialmente reconhecida. É o primeiro passo de uma série de etapas até a titulação, e que já lhes assegura direitos dos quais antes não conseguiam usufruir.

Os moradores da comunidade de Buritizinho/Barra do Brejo são descendentes de escravos trazidos para a Fazenda Mocambo, localizada na cidade de Parnaguá no Piauí e recambiados posteriormente a fazenda Mocambinho localizada hoje da divisa entre Bahia e Piauí.

Certificação emitida pela Fundação Cultural Palmares

 

 

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários