Cavalos assustados por fogos causam acidentes em Formosa do Rio Preto

Incidente ocorreu no início do show da cantora Solange Almeida. 38ª edição da vaquejada que continua neste domingo (2) registrou outros incidentes.

Cavalos assustam com fogos de artifício, fogem e causa acidentes durante a 38ª edição da Vaquejada de Formosa do Rio Preto, na Bahia
Foto: Darlan A. Lustosa | Portal do Cerrado

A terceira noite da 38ª edição da Vaquejada de Formosa do Rio Preto, na Bahia, se transformou em caos para vaqueiros, cuidadores de cavalos e donos de veículos estacionados nos arredadores do parque Major Leopoldo e outros que chegavam a festa. Fogos de artifício no início do show da cantora Solange Almeida, assustaram cavalos dentro do parque que fugiram em disparada de seus cercados, acessando a principal via de acesso da cidade e provocando vários acidentes. (veja vídeo abaixo)

O episódio mostra a incapacidades dos organizadores para eventos dessa magnitude e levanta preocupações sobre a segurança dos animais, ainda mais que este não é o primeiro durante vaquejadas organizadas pela prefeitura. A edição deste ano já havia sido marcada pelo impasse com os vendedores ambulantes de várias cidades e um acidente com o lance de escada de uma arquibancada que desabou.

LEIA MAIS: Portal do Cerrado

Ainda na terça-feira (28) um operário ficou ferido com gravidade em um acidente na área interna do parque. Levado para o Hospital do Oeste, em Barreiras, ele recebeu alta, segundo uma fonte do hospital municipal para foi levado inicialmente.

Há dois anos, fogos também assustaram equinos, provocando sérios ferimentos e danos materiais a veículos estacionados dentro do parque.

O episódio de ontem ocorreu por volta das 23h30, quando os fogos foram acionados no início do show. Os animais em pânico causaram danos significativos a pelo menos seis veículos estacionados nas proximidades do parque de vaquejada ou que se dirigiam ou saiam do evento.

Até as 2h da madrugada de domingo, dois dos cavalos ainda não haviam sido localizados. No entanto, o Portal do Cerrado acompanhou a chegada de outros dois animais recuperados, segundo o cuidador, na região no Iaiú, uma localidade rural de Formosa do Rio Preto. Ambos foram levados de volta ao parque de vaquejada Major Leopoldo, por volta de 1h.

Entre os veículos danificados, um estava passando em frente ao portão por onde os cavalos escaparam. O carro, segundo o proprietário, é essencial para o sustento diário, usando o veículo para o trabalho. Nas redes sociais, a irmã do motorista expressou sua indignação com a situação e criticou a atitude de um secretário do governo municipal, segundo apontou. Indignada, resolveu voltar para a sua residência, após o registro da ocorrência em um ponto da Delegacia de Polícia Civil, montado dentro do parque.

Cavalos assustados com fogos de artifício em show de Solange Almeida, durante vaquejada de Formosa do Rio Preto, na Bahia, provoca acidentes e fuga dos animais
Desabafo e indignação postada nas redes sociais – Foto: Reprodução
Animal fica ferido após assustar com fogos de artifício e provocar vários acidentes – Foto: Reprodução

Imagens mostram um dos cavalos com ferimentos graves na pata, evidenciando o impacto físico que o susto causou nos animais. Vídeo obtido pelo site, mostra a manada passando ainda em disparada pela Avenida Matriz, a mais de um quilômetro do local do incidente. Um dos animais atinge um veículo e cai, enquanto um homem que passava na rua foge, quando observa os cavalos disparados, visto por outro ângulo de câmeras de segurança.

Opinião

Os organizadores da vaquejada precisam reconsiderar o uso de fogos de artifício em futuros eventos, visando a segurança e seguir regras estabelecidas. Durante a tarde, um locutor do evento chegou a chamar atenção para o uso dos artefatos.

O incidente levanta questões importantes sobre a segurança do público em eventos e o bem-estar dos animais. A princípio, é crucial que medidas preventivas sejam adotadas para evitar situações semelhantes. Em segundo lugar, a transparência e responsabilidade dos organizadores devem ser reforçadas para garantir que todos os envolvidos, incluindo os animais, estejam protegidos.

Neste domingo, a prefeitura e tampouco os organizadores se pronunciaram publicamente.

Relacionada


Sobre Redação 6091 Artigos
Perfil da redação do site Portal do Cerrado, site com notícias do Brasil, Bahia e em especial a região Oeste do estado
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário
Mais antigas
O mais novo Mais Votados
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
IRONIA QUIETA

Culpa do prefeito. Foi ele quem eu vi montando os cercados particulares dos animais e amarrando-os com nós frouxos.
Se os próprios donos dos animais tivesse a cautela e responsabilidade e prendessem seus animais de forma segura para todos. Mas deixaram Neo fazer as coisas. Nunca fez um cercado na vida. Foi fazer o cercado de todo mundo. Ainda o vi amarrando os cavalos e dando banho neles. Que irresponsável.
Mais uma vez o jornal mostra os horrores. Nem é por torcer pra alguma coisa acontecer pra ter o que falar da gestão por dor de cotovelo não.