Cólera reaparece no Haiti e MSF atua para ajudar a conter a doença

Organização Médicos Sem Fronteiras trabalha junto com autoridades de saúde em Porto Príncipe

Pacientes são atendidos em centro de tratamento de cólera de MSF na comunidade de Cité Soleil, em Porto Príncipe - Foto: MSF

Médicos Sem Fronteiras está trabalhando em conjunto com as autoridades de saúde do Haiti na resposta de emergência para oferecer tratamento a pacientes que apresentam sintomas de cólera. O reaparecimento de casos confirmados da doença na capital do país, Porto Príncipe, foi anunciado pelo Ministério da Saúde.

Na capital haitiana, MSF abriu centros de tratamento de cólera (CTCs) com capacidade de 10 leitos na comunidade de Brooklyn, outra instalação em Turgeau, com 20 leitos, e um CTC de 50 leitos no hospital de MSF na comunidade de Cité Soleil. Também foram montados diversos pontos de distribuição de solução de reidratação oral. Até ontem, o CTC de Cité Soleil ainda tinha vagas para novos pacientes de cólera, mas as outras duas unidades já haviam atingido a capacidade máxima.

Nos últimos dias, diversas pessoas potencialmente afetadas pela doença procuraram o centro de emergência de MSF em Turgeau e o hospital de MSF em Cité Soleil, apresentando sintomas como forte diarreia e vômito. Uma amostra de um paciente em Turgeau encaminhada a um laboratório local deu resultado positivo para cólera. Até o dia 3 de outubro, MSF já havia admitido 68 pacientes às suas instalações em Brooklyn, Cité Soleil e Turgeau. Infelizmente, uma criança de 3 anos morreu.

O reaparecimento da cólera ocorre em um momento em que a população do Haiti enfrenta enormes dificuldades para acessar cuidados de saúde. Insegurança e violência, agravadas por escassez de combustíveis e água potável têm forçado muitas instalações de saúde a reduzirem ou, em alguns casos, a cessarem por completo suas atividades. Adicionalmente, as pessoas que necessitam de assistência têm cada vez mais dificuldades de locomoção devido à pouca disponibilidade de transporte público por causa da falta de combustível no país.

Sobre Darlan Alves Lustosa 7981 Artigos
Darlan Lustosa é formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia, com registro profissional 6978/BA e sindicalizado, sobretudo para fortalecer a causa e defender direitos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários