Com bafômetro que detecta o nível de álcool pelo ar, PRF inicia fiscalização do feriado prolongado

Divulgação PRF

A Polícia Rodoviária Federal começou hoje  Operação Nossa Senhora Aparecida 2018 em todo o país. Com quatro dias de duração, a operação da PRF termina no final de domingo (14). Com fogo ao combate a  embriaguez ao volante, o controle de velocidade com radares portáteis e a fiscalização de ultrapassagens proibidas. O transporte de crianças e a abordagem de motociclistas são outras prioridades.

Este ano, a Polícia vai usar o bafômetro passivo. Este equipamento, capta a presença de álcool dentro do carro abordado e, em seguida, indica se o condutor deve realizar o teste tradicional, assoprando o bafômetro. Caso não seja constatada a presença de álcool, o aparelho acende uma luz verde e o policial libera o motorista. Se existir algum indício, ainda que mínimo, aparece uma luz amarela. Já a luz vermelha indica que, no local, há muito álcool, o que significa que o condutor, realmente, tem que ser parado e submetido ao teste de alcoolemia pelo bafômetro tradicional.

O processo realizado pelo etilômetro passivo chega a ser cinco vezes mais rápido que os equipamentos que eram utilizados nas operações anteriores. A ferramenta é uma maneira mais eficaz de prevenção a acidentes no trânsito causados pelo álcool.

O motorista que recusar o teste do bafômetro recebe uma multa no valor de R$2.934, além da suspensão da carteira de motorista por 12 meses.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.