Defesa pede ao TSE presença de Lula na propaganda eleitoral até julgamento de registro

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quer garantir que ele apareça como candidato à Presidência da República na propaganda eleitoral que será iniciada no próximo sábado (1º). O argumento utilizado pela advogada Maria Claudia Bucchianeri na sessão da Corte, foi que a lei eleitoral garante a um político essa participação, enquanto a Justiça Eleitoral não julgar em definitivo se ele permanece ou não na disputa.

Nesta sexta-feira (31) o TSE fará uma sessão extra que julgará demandas referentes ao ex-presidente Lula. A expectativa é que se discutam pedidos de liminar (decisão provisória) apresentados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e pelo Partido Novo, para proibir Lula de aparecer como candidato no rádio e na TV.

Bucchianeri considera difícil que os ministros julguem nesta sexta o pedido de registro, que definirá se Lula fica ou sai da disputa. A expectativa é que isso ocorra na semana que vem, quando a propaganda eleitoral já estará no ar. Esta quinta (30) é o prazo final para os advogados do ex-presidente apresentarem a defesa da candidatura. O documento, com cerca de 200 páginas, deve ser protocolado no início da noite.

Sobre Darlan Alves Lustosa 8004 Artigos
Darlan Lustosa é formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia, com registro profissional 6978/BA e sindicalizado, sobretudo para fortalecer a causa e defender direitos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários