Estudante brasileira é morta a tiros na Nicarágua

Fabiano Maisonnave | Folhapress

A estudante brasileira de medicina Raynéia Gabrielle Lima foi morta a tiros na noite desta segunda-feira (23) em Manágua, capital da Nicarágua.
O assassinato, divulgado pela imprensa local, foi confirmado pela Embaixada do Brasil no país. Estudante da Universidade Americana (UAM), Lima teria sido metralhada.
O país da América Central vive desde abril uma onda de protestos que pedem a saída do presidente Daniel Ortega. O governo respondeu com violência aos manifestantes e ao menos 360 pessoas já foram mortas, a maior parte civis.
O governo nega ter ligação com os grupos paramilitares que são acusados de serem os responsáveis pela maioria das mortes,  apesar deles usarem bandeiras do partido do presidente, a Frente Sandinista de Libertação Nacional.
Ortega já afirmou que não pretende renunciar e que quer permanecer no cargo.

Sobre Darlan Alves Lustosa 7982 Artigos
Darlan Lustosa é formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia, com registro profissional 6978/BA e sindicalizado, sobretudo para fortalecer a causa e defender direitos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários