Formosa do Rio Preto registra falta de vacina BCG para recém-nascidos

O imunizante faz parte da lista de vacinas que protegem os recém-nascidos e são distribuídos pelo Governo Federal.

Imagem ilustrativa

Formosa do Rio Preto é dos municípios do Oeste baiano que também registra falta da vacina BCG para recém-nascidos. A vacina previne contra a tuberculose e é aplicada logo após o nascimento do bebê.

Conforme matéria do portal g1 nesta quinta-feira (18), os maiores municípios da região como Barreiras e Luís Eduardo Magalhães também estão sem as vacinas que tem validade de seis meses, sendo que o último lote entregue teve prazo de validade até 30 de outubro..

Na região, somente a cidade de São Desidério ainda possui uma pequena quantidade de vacinas, que também estão com o prazo de validade próximo, no dia 30 de novembro.

O Portal do Cerrado apurou que as vacinas também não estão disponíveis na rede pública em Formosa do Rio Preto. Especialistas recomendam que ela seja aplicada até um ano de idade, no máximo.

Conforme o g1, a Secretaria da Saúde da Bahia Sesab disse que o atraso provocou o desabastecimento em alguns municípios e faz “reiteradas solicitações ao órgão federal para que sejam encaminhadas novas remessas“.

Ainda segundo o g1, o Ministério da Saúde (MS) confirmou a falta dos imunizantes e garantiu que está organizando o envio dos novos lotes. O órgão informou que, ainda nesta quinta-feira (18), dará um prazo para que o problema seja solucionado.

O imunizante faz parte da lista de nove imunizantes que protegem os recém-nascidos de diferentes doenças e fazem parte do calendário vacinal infantil. É o caso também das vacinas pentavalente, tríplice viral, hepatites A e B, poliomielite, entre outras.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários