Governador interino da Bahia critica decisão de Brumado de abandonar uso de máscara

Decisão do prefeito de Brumado foi publicada no último dia 19 de outubro.

Foto: Divulgação

O governador interino da Bahia e presidente da Assembleia Legislativa, Adolfo Menezes (PSD), disse que a decisão da Prefeitura de Brumado, no Sudoeste do estado, de abandonar a obrigatoriedade do uso de máscaras foi precipitada e afirmou que não concorda com a medida, mas que vai respeitar. (veja aqui) O comentário foi feito durante a vistoria de uma obra no Colégio Estadual Governador Roberto Santos ontem em Salvador.

“Estamos em uma democracia e todos os gestores são livres para determinar suas políticas, mas eu acredito que ainda é prematuro. Na Bahia, nós acreditamos na ciência, e a ciência diz que a pandemia tem diminuído na medida em que a vacinação avança, mas nós não podemos relaxar com as medidas”, disse.

O equipamento de proteção segue obrigatório apenas nas instituições de ensino das redes pública e privada do município, para pessoas com sintomas gripais e para indivíduos que estejam infectados pelo novo coronavírus.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários