Homem mata o próprio irmão com golpe de facão em Mansidão

Policiais da 86ª CIPM agiram rápido e prenderam o assassino confesso quando deixava a casa onde o crime ocorreu e dizendo "matei mesmo.

Mansidão, Bahia, Assassinato, Fratricídio
Adalberto do Santos Nunes é conduzido por policiais da 86ª CIPM - Companhia Independente de Polícia Militar, responsável pelo policiamento ostensivo em Mansidão - Foto: Reprodução: Alô Alô Salomão

A Polícia Militar prendeu em Mansidão, no Oeste da Bahia, um homem de 43 anos, depois dele ter matado o próprio irmão nesta quarta-feira (19), na zona rural do município de pouco mais de 12 mil habitantes. José Antonio dos Santos Nunes, 37 anos, foi assassinado a golpe de facão. O fratricídio, quando o irmão mata o outro, ocorreu no povoado de Caraíbas, antes do meio-dia.

LEIA MAIS: Portal do Cerrado

Segundo o Tenente Franco do 4º Pelotão da 86ª CIPM – Companhia Independente de Polícia Militar, o homicídio ocorreu durante uma discussão entre o autor e vítima. A confusão evoluiu para luta corporal, e logo depois Adalberto dos Santos Nunes atingiu o irmão José Antonio com golpes de facão. Ele morreu no local do crime.

Polícia conduz homem após o fratricídio, [quando o irmão mata o outro] em Mansidão no Oeste da Bahia. Irmão foi morto com golpe de facão.

Conforme a Polícia Militar, a guarnição ao chegar no local, o assassino estava saído da residência e dizendo “matei mesmo”. Ele resistiu a prisão, mas foi detido imediatamente pelos policiais e preso em flagrante. Ele deve ser encaminhado ao cárcere em Barreiras, depois de apresentado na Delegacia de Polícia Civil, na vizinha Santa Rita de Cássia.

O corpo da vítima estava na residência, encontrado sem vida e ensanguentado. Acionado, o Departamento de Polícia Técnica – DPT, transferiu o corpo para o Instituto Médico Legal, também em Barreiras, na mesma região Oeste da Bahia.

Não há informações sobre o velório e o sepultamento da vítima.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários