Justiça determina suspensão da greve dos professores de Riachão das Neves

Com ilegalidade reconhecida pela Justiça, os professores devem retornar imediatamente a sala de aula.

Café da manhã com manifestação e distribuição de brindes em Riachão das Neves - Foto: APLB Sindicado

O Tribunal de Justiça da Bahia – TJBA, determinou a suspensão da greve dos professores da rede municipal de ensino de Riachão das Neves no Oeste da Bahia. A decisão é do último dia 30. Os professores devem retornar imediatamente a sala de aula.

A decisão diz que a greve poderá agravar ainda mais os danos causados pela pandemia da COVID-19, que afetou sobremaneira a saúde física e mental das crianças jovens e adolescentes.

“Vale ressaltar que o ensino público, já sofreu impactos demasiadamente altos em decorrência da pandemia da Covid-19, ficando a maioria dos alunos sem acesso às salas de aula por mais de 02 (dois) anos, o que, segundo estudos já realizados, tem afetado a saúde física e mental das crianças, adolescentes e jovens, razão pela qual, uma nova paralisação, nesse momento, sem planejamento nem perspectiva de retorno, potencializará sobremaneira os danos que já não foram poucos.”, diz um trecho da sentença.

A decisão autoriza a Administração Municipal, proceder o imediato desconto em folha de pagamento dos dias não trabalhados pelos servidores municipais que aderiram o movimento grevista declarado ilegal e arbitrário.

Caso a decisão não seja acatada, será aplicada multa diária no valor de R$ 1 mil. De acordo com a prefeitura, a gestão municipal ofereceu 10,06% de reajuste. A categoria no entanto deseja que seja cumprida a decisão federal de 33,24% com base no piso da categoria.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários