Justiça obriga MBL a divulgar vídeo de resposta de Jaques Wagner

Reprodução Youtube

A página do Facebook do Movimento Brasil Livre (MBL) publicou nesta quinta-feira (31) o direito de resposta do candidato ao Senado pela Bahia Jaques Wagner (PT), determinado pela Justiça através da desembargadora do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Gardênia Pereira Duarte.

O direito de resposta foi concedido ao ex-governador da Bahia por ofensas publicadas nas páginas do facebook do MBL nacional e de dois dos seus principais aliados, Fernando Bispo e Kim Kataguiri.

O MBL chegou a alegar ter retirado a publicação, mas a desembargadora deixou claro na sentença que os autores deveriam checar a veracidade da informação antes de divulgá-la.

Na decisão da desembargadora ela afirmou que “a crítica amparada em fatos e opiniões reais, exposta de maneira regular, e parte da disputa democrática, no entanto, quando o ponto de vista exposto ao público destoa destas balizas, compete ao Poder Judiciário, quando provocado, reparar os danos eventualmente causados as partes”.

No vídeo de resposta o narrador afirma “Isso é um desserviço à democracia e às pessoas que seguem estes perfis. Você vai realmente continuar curtindo este tipo de coisa?”.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários