Langya; China alerta para novo vírus em humanos

Vírus foi identificado em 2018 mas é a primeira vez detectado em humanos

Langya foi identificado em 2018 mas é a primeira detectado em humanos. Imagem: Reprodução | Metrópoles

Cientistas chineses alertaram em publicação na revista científica The New England Journal of Medicine, sobre um novo vírus identificado no país, capaz de atingir humanos. Há relatos de pelo menos 35 pessoas infectadas pelo patógeno. Até o momento, não há relatos de mortos. O patógeno foi identificado pela primeira vez em 2018, no entanto, esta é a primeira em humanos.

Chamado de Langya henipavirus (LayV), parente dos vírus Nipah e Hendra, que causam quadros graves e ainda não têm tratamento — em geral, os vírus desta família têm taxa de letalidade entre 40% e 75%, de acordo com publicação do Metrópoles.

Os 35 pacientes com infecção, estão relacionados a pessoas que mantiveram contatos com animais e são das províncias de Shandong e Henan, entre os quais 26 foram identificados somente com LayV. Nenhum outro patógeno estava presente.

Todos os infectados apresentaram sintomas comuns de gripe, como febre, fadiga, tosse, náuseas, perda de apetite, dores musculares, dor de cabeça e vômito.

Transmissão

Por enquanto, o que se sabe é que nenhum relatório ainda indicou que o vírus tem transmissão de humano para humano (ou seja, a contaminação acontece apenas pelo contato com animais). Até agora, quase 2% das cabras e 5% dos cães e outros animais domésticos deram positivo para o vírus após uma pesquisa sorológica completa.

Os relatores apontam que o vírus pode causar insuficiência renal e hepática.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários