Morre Lily Safra, brasileira entre as mais ricas do mundo

Filantropa e socialite brasileira morreu em Genebra na Suíça neste sábado (9)

Lily Safra, filantropa e socialite brasileira (Imagem :AP)

Morreu neste sábado (9) em Genebra na Suíça aos 87 anos a brasileira Lily Safra, considerada uma das mulheres mais ricas do mundo. A causa da morte não foi divulgada. Lily nasceu em Porto Alegre em 1914 e tinha uma fortuna avaliada em R$ 5 bilhões, segundo a lista anual da Forbes.

Ela se casou em 1976 com Edmond Safra, um dos donos do banco Safra. Edmond morreu em 1999, durante um incêndio em seu apartamento em Mônaco. Ele foi o terceiro marido da bilionária. Antes casou-se com Alfredo Monteverde, fundador do Ponto Frio encontrado morto em 1969 em seu próprio apartamento com dois tiros. A partir daí a viúva assumiu os negócios varejistas, e vendeu sua parte ao para o Grupo Pão de Açúcar por mais de R$ 824 milhões e depois ganhando uma ação de mais de R$ 212 milhões do grupo.

Filha de imigrantes russos, os pais, apesar de modestos não economizaram na educação da filha que desde cedo aprendeu a falar inglês e francês. Foi uma festa, que conheceu o primeiro marido, o argentino Mario Cohen que morreu em um acidente de carro 1989 e com quem teve três filhos.

No ano de 2018 Lily participou da transação mais cara do mundo, vendendo sua mansão Vila Leopoldina em Côte d’Azul na França por mais de 1,2 bilhão de dólares. O imóvel foi recebido por herança em 1999 – antes, a mansão era da família Agnelli, dona da Fiat.

Com informações do UOL

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários