MP-PI denuncia acusado de matar bebê de cinco meses e enteado de 11 anos

Segundo denúncia, Danilo dos Santos matou o enteado asfixiado por temer que esse contasse à mãe que o padrasto havia estuprado a irmã dele

Bebê de 5 meses foi internado em estado grave no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano — Foto: Portal Cidade Luz
com informações do g1/Piaui

O Ministério Público do Piauí (MP-PI) ofereceu denúncia contra o homem acusado de matar um bebê de cinco meses e o enteado de 11 anos, em  Brejo do Piauí, Sul do estado. De acordo com o órgão, Danilo Veras dos Santos, 29 anos, matou o enteado Kaio da Costa Sousa e agrediu a filha Vitória Veras dos Santos, que faleceu devido a traumas decorrentes de agressão.

Os  crimes aconteceram na primeira quinzena de outubro, quando o menino foi morto e a menina foi encaminhada para o hospital de Floriano gravemente ferida, falecendo dia 15. O padrasto, que foi preso em flagrante, teve a prisão convertida em preventiva  e encontra-se à disposição da Justiça na penitenciária do município de  São Raimundo Nonato.

Segundo o órgão, Danilo dos Santos praticou o crime de homicídio qualificado, por duas vezes, e que as qualificadoras incidem em relação a cada vítima. No caso do enteado, incidem as qualificadoras: motivo torpe, meio insidioso e cruel, por ter amarrado o enteado antes de matá-lo, tornar impossível a defesa da vítima e ocultar o crime.

No caso da filha, as qualificadoras citadas pelo MP são motivo torpe e tornar impossível a defesa da vítima, além das causas de aumento previstas em casos de feminicídio contra menores de 14 anos e por o crime ter sido cometido na presença da mãe da criança.

Quanto ao estupro praticado contra a filha, o MP afirmou que a violência sexual não está diretamente ligada ao homicídio e que a denúncia por esse crime será feita em outro processo. “Não há data provável da prática do estupro, indicando que esse se deu em data recente ao óbito da criança”, diz a denúncia.

MP-PI denuncia acusado de matar bebê de cinco meses e enteado de 11 anos — Foto: Reprodução/MP-PI

‘Matou enteado para esconder estupro da filha’

O MP afirmou que Danilo dos Santos matou o Kaio por temer que esse contasse à mãe que o padrasto havia estuprado a irmã dele e que para ocultar o crime, o homem matou o enteado asfixiado por esganamento.

Sobre Darlan Alves Lustosa 7981 Artigos
Darlan Lustosa é formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia, com registro profissional 6978/BA e sindicalizado, sobretudo para fortalecer a causa e defender direitos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários