Mutirão Desospitaliza do Governo da Bahia, supera a marca de 700 pacientes atendidos

Tássio Coordenador do SAMU de Formosa do Rio Preto e equipe conduzem Diego para sua casa. Imagem: Divulgação Hospital do Oeste

Dos seus quase cinco anos de vida, o menor D.B.N. passou 1348 dias internados no Hospital do Oeste em Barreiras (BA). Com diagnóstico de Doença de Werdnil Hoffmann (atrofia muscular espinhal tipo I), após todo esse tempo vivendo no hospital, ele pode retornar pra casa em Formosa do Rio Preto, onde continuará o tratamento  graças ao Mutirão de Desospitalização promovido pela Sesab.

O menino é um dos mais de 700 pacientes beneficiados pelo Mutirão da Desospitalização. O programa possibilita que os pacientes contemplados sejam assistidos em casa, por equipes multidisciplinares, ou em unidades de menor porte. Mesmo sendo agora acompanhando pela equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família do município onde reside, a criança continuará tendo o Hospital do Oeste como referência.

Para viabilizar o retorno de D.B.N. a equipe do Mutirão Desospitaliza disponibilizou materiais e equipamentos necessários como o ventilador pulmonar, além de outros materiais necessários para o tratamento.

“A ideia é poder fazer com que os pacientes possam estar em locais mais próximos de sua residência, junto com seus familiares, o que é o mais importante. Além disso, há a liberação leitos para atender pacientes de maior complexidade”,afirma o secretário da Saúde do Estado Fábio Vilas-Boas.


Com informações da Ascom/Sesab

Sobre Darlan Alves Lustosa 2498 Artigos
Texto sobre o administrador do site.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.