O tabuleiro político de Barreiras e a definição de pré-candidatos a prefeito

Cidade vive efervescência, com intensa movimentação e insatisfação de grupos

pré-candidatos de Barreiras, Barreiras, Bahia, Eleição, 2024
Foto: Reprodução/ @tudojunto

A população de Barreiras já tem definido, pelo menos em parte, seus pré-candidatos a prefeito da maior e mais importante cidade do Oeste da Bahia, para a eleição de outubro, que corre o risco de ser polarizada. A movimentação intensa começou cedo em Barreiras, embora o Prefeito Zito somente na terça conseguiu definir seu candidato à sucessão.

As forças políticas que buscam o apoio do agro, começaram a ser definidas com a eleição de Júnior Marabá, na vizinha Luís Eduardo Magalhães. Por lá, já estava claro desde então, que um dos Secretários de Governo atuaria com o poderio econômico da “capital dos negócios do agro”, para tentar a eleição em Barreiras.

LEIA MAIS: Portal do Cerrado


Danilo Henrique, filho do deputado estadual Antônio Henrique Jr e neto do ex-prefeito Tonhão, trabalhou com o olho voltado para a maior cidade, com seu slogan “Barreiras daqui pra frente”. Uma estratégia tirada da cartola por Fernando do site ZDA e colocada literalmente dentro de uma Kombi.

Já Tito, um recém petista bem acolhido pelo Senador Jaques Wagner, embora até outro dia estava alocado no Avante, firmou espaço no Partido dos Trabalhadores. O ex-deputado federal vai para sua terceira tentativa de acessar o poderio econômico ( e de suas dividas também), da maior estrutura municipal do Oeste da Bahia.

Por outro lado, existia a expectativa do nome que seria apresentado por Zito (DEM), atual prefeito que estando em seu segundo mandato, não pode ir para a disputa. Mesmo porque no último processo eleitoral o então prefeito não obteve êxito nem para a eleição do seu candidato a governador, nem da esposa como candidata a deputada federal e nem do irmão como candidato a deputado estadual.

Mas, na noite de terça (06) ele apresentou o ex-presidente da Câmara e atual vereador Otoniel Teixeira, do PSD e que era ligado à Secretária do Governo da Bahia, Jusmari Oliveira, como seu pré-candidato.

Teixeira já se movimentava nos bastidores. Ano passado, foi ele quem levou Zito, filiado ao DEM a uma reunião com um forte senador da base de Jerônimo. Dizem, que a primeira fala de Otoniel foi de que o senador estaria “de frente com o atual e com o futuro prefeito de Barreiras”. Fontes apontam que o próprio senador ligou horas depois para Zito, fazendo-lhe outra proposta, inclusive com apoio para sua candidatura em 2026 como deputado federal.

Mais movimentação

Nos bastidores, as forças políticas dizem que o lançamento de Teixeira rachou a base de Zito. Um exemplo disso foi o fala de Emerson, atual vice e até então virtual candidato do prefeito.

“Se não foi cumprido comigo o compromisso até o final para que eu pudesse ser o candidato a sucessão, eu vou cumprir o compromisso com a população de Barreiras e manter minha pré candidatura”

Disse ele em entrevista coletiva


Karlúcia Macedo, filiada ao MDB do vice-governador Geraldo Júnior, trabalha com a insatisfação com o atual cenário político local. Apoiadora de primeira hora do grupo petista para eleição de Jerônimo, mantém-se distante , politicamente, da base governista estadual e trabalhando nos bastidores.

Peculiaridade regional

Em toda região Oeste da Bahia acontecem coisas peculiares no cenário político. Zito por exemplo já foi prefeito de São Desidério, mas ganhou fama e até um certo sucesso sendo prefeito de Barreiras. Jusmari que tem sua base em Luís Eduardo Magalhães, também já ‘administrou’ Barreiras.

Entre outras peculiaridades, uma família inteira, entre irmãs e marido de uma delas, se candidataram ao mesmo tempo em três cidades vizinhas. Por lá, o eleitorado de Cotegipe, Wanderley e Cristópolis lhes deram maioria dos votos. A princípio, não há informação da satisfação dos moradores.

Santa Rita de Cássia se destaca por dar, pela primeira vez, indícios de reeleição. Por lá, o eleitor não permitia a reeleição alternando a cada quatro anos entre dois grupos ou nomes políticos.

Já Formosa do Rio Preto vive uma insatisfação ao longo dos anos. Trouxe de volta um ex-prefeito que morava em Salvador e que quase não pisava os pés em Formosa, onde nasceu. Seu antecessor era um homem de difícil convivência política.

A cidade também já importou um administrador do vizinho Estado do Piauí. Aliás, ele foi enxotado da prefeitura por seu ex-vice-prefeito e atual apoiador de seu tio ( atual prefeito), que deve ir à reeleição, ainda que não haja sinais.

E neste tabuleiro político nos importa saber dos compromissos que tais municípios carecem como a urgente necessidade de se preparar para mudança climática, combate à corrupção político administrativa e ainda, incrementar as políticas de educação e saúde para elevar a qualidade de vida e fazer aflorar a cultura de um povo que precisa de mais atenção e menos corrupção sobre o erário.

Sobre Redação 5702 Artigos
Perfil da redação do site Portal do Cerrado, site com notícias do Brasil, Bahia e em especial a região Oeste do estado
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários