Obra do Governo da Bahia mexe com os brios políticos de Formosa do Rio Preto

Obra deve atender quase 3 mil pessoas de acordo com o projeto, orçado em pouco mais de R$ 10 milhões

Reprodução

As vaidades políticas foram evidenciadas durante o final de semana em Formosa do Rio Preto. Foram exatos 48 horas para que as peças do xadrez fossem expostas. De um lado há um gestor em frangalhos, fracassado em seu primeiro ano de gestão. Péssimo de administração e, dizem os mais próximos, bom de política. Aqui, dito como ato de (……………) prometer.

Do outro, um ex-prefeito com fama de boa gestão e péssimo de política, aqui colocado como falta da cordialidade diária, mas suas obras de fim de governo, começam dar sinais de cansaço e já merecem manutenção um ano depois.

Para o bem do povo, o Governo da Bahia autorizou uma obra, orçada inicialmente, em pouco mais de R$ 10 milhões, onde 9 localidades de Formosa do Rio Preto serão atendidas por uma nova adutora que levará água para quase 3 mil pessoas. Aqui há de ficar bem claro, que a obra foi capitaneada por Termosires Dias e seus dois deputados que quase não tiveram votos na eleição passada, dando o tom da insatisfação do eleitor formosense.

Pois bem! na sexta-feira (18) ao gravar um vídeo e publicar nas redes sociais, os deputados Antônio Henrique Júnior (PP) e Cacá Leão (PP) anunciaram a autorização da obra com assinatura da ordem de serviço. A partir daí começou um alvoroço. De um lado Termosires correu para compartilhar a notícia, inclusive publicada neste sítio de notícias. A boca miúda, ele saiu de casa em casa para noticiar. Nesta segunda-feira (21), o deputado Antônio Henrique Júnior esteve em uma rádio em Formosa do Rio Preto dando entrevista e saiu para visitas.

Bom! Agoniado com a repercussão, o prefeito Manoel Afonso (PSD) passou a mão ao telefone e comunicou o fato ao deputado licenciado e atual Secretario Estadual de Desenvolvimento Econômico Nelson Leal (PP) que gravou um vídeo, inclusive mostrando fotos da reunião que teve com o Governador Rui Costa e disse ele, que tratou sobre esta obra. Termosires havia feito a mesma coisa coisa, mostrando fotos de quando fora fazer a solicitação a Rui, compartilhando uma postagem de suas redes sociais.

Aqui fica claro duas coisas. Neo ficou deveras incomodado e Termosires que quer voltar para o jogo, mas sem grupo e pessoas, deve nadar e cansado, deve desistir do nado. Por sua vez, Manoel Afonso afunda em seu terceiro mandato e mostra sinais de enfraquecimento, tanto é que briga para ser o pai da criança de uma obra que todo mundo sabe de onde vem.

A briga não deveria ser pela paternidade, mas de quem poderia fazer o esforço para trazer mais benefícios para um município rico com seus filhos pobres, onde mais de 15 mil pessoas estão associadas ao Bolsa Família, agora com novo nome e problemas antigos, onde não há interesse de gestores em resolvê-los.

Essa briga não nos colocará na rota do desenvolvimento, com a criação constante do emprego e nem trará ventos que soprem o conhecimento.

Como se ver, Formosa do Rio Preto precisa respirar novos ares e beber água de novas fontes.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários