Oeste da Bahia: Safra de grãos 2023/2024 inicia com previsões promissoras

A região é a principal produtora de oleaginosas do estado com destaque para algodão, milho e soja.

Safra de grãos 2023/2024, Oeste da Bahia, Matopiba, Monocultura, Agronegócio, Bahia, Safra 2023/2024, soja, sorgo, algodão
Reprodução/Seagri

No mês de outubro deste ano, a região Oeste da Bahia testemunhou oficialmente o início da Safra 2023/2024, marcando um período de grande expectativa para os produtores. Os dados divulgados pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) fornecem uma visão abrangente do cenário de cultivo de grãos. Prevê-se um aumento na produção, em comparação com a safra anterior, com a soja crescendo 7,5% e o algodão 2,3%. O sorgo 12%, enquanto o milho deve recuar 15%. As informações são da Seagri.

LEIA MAIS: Portal do Cerrado

As projeções para a safra de soja 23/24 são otimistas, com uma área estimada de 2 milhões de hectares destinados à cultura – aumento de 7,5%. O algodão deve ocupar uma área total de 312 mil hectares, registrando aumento de 2,3%. Em detrimento ao milho, os produtores devem ampliar a área dedicada ao sorgo em 12% neste período, atingindo 190 mil hectares. Já para o milho, a área dedicada deve ser 39% menor, chegando a 135 mil hectares.

A safra 2023/2024 foi iniciada através do plantio antecipado das áreas de soja em caráter de excepcionalidade. Desde o dia 01 de outubro, os produtores que tiveram autorização da Adab, para abrir a nova safra de grãos no Oeste.

Conforme os dados levantados pelo núcleo de Agronegócio da Aiba, até o momento, 6,5% da área total estimada para a soja já foi plantada, com as condições climáticas desempenhando um papel essencial nas últimas semanas. Por outro lado, a falta de chuvas tem diminuído o ritmo da semeadura e a expectativa é que o planejamento prossiga de maneira uniforme, concentrando-se nas janelas climáticas específicas entre o início e meados de novembro.

Peso

Os grãos do Oeste da Bahia jogam papel importante para economia do estado, pois representam grande cifra do nosso PIB. 67% do Volume Bruto de Produção (VBP) da Bahia, em 2022, veio desse setor. A região é a principal produtora de oleaginosas do estado, produzindo em larga escala soja, milho, algodão, café, arroz, fruticultura e feijão, destacando-se também o cacau irrigado, mas as culturas que mais se destacam são: algodão, milho e soja.

Na pecuária, o Sistema Plantio Direto e o sistema de Integração Lavoura-Pecuária são opções com potencial para promover a sustentabilidade da agropecuária. Produtores têm utilizado esses sistemas para a formação de palhada decorrente da rotação de culturas como soja e milho. Ambos preconizam o não revolvimento do solo, que aliado às rotações de culturas, é utilizado para mantê-lo protegido pelos resíduos orgânicos na superfície. O modelo representa uma alternativa ao monocultivo com preparo convencional do solo, ainda utilizado na região.

Sobre Redação 5702 Artigos
Perfil da redação do site Portal do Cerrado, site com notícias do Brasil, Bahia e em especial a região Oeste do estado
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários