Polícia Militar prende em Formosa do Rio Preto acusado de roubo em Brasília

Homem foi condenado há 6 anos de reclusão por roubo qualificado, com mandado de prisão de Junho de 2022 com validade até o ano de 2032.

Sede da 86ª Companhia Independente de Polícia Militar em Formosa do Rio Preto - Foto: Portal do Cerrado

A Polícia Militar prendeu um formosense foragido da Justiça na tarde desta quinta-feira (15), no bairro Santa Helena em Formosa do Rio Preto, no Oeste baiano, acusado de roubo e com um mandado de prisão em aberto.

Os policiais chegaram até o acusado de 28 anos, após informações da Seção de Operações de Inteligência. Assim que tomou conhecimento de que o suspeito de roubo de celulares na cidade estaria homiziado numa residência no bairro Santa Helena e que ele seria supostamente foragido da Justiça, a guarnição do Peto – Pelotão de Emprego Tático Operacional, deslocou até o local onde encontrou o suspeito. Feita a identificação pessoal, constatou-se que havia contra o homem um mandado de prisão expedido pela Vara de Execuções Penais do Distrito Federal. 

Segundo a decisão, o foragido foi condenado definitivamente há 6 anos de reclusão por roubo qualificado cometido em Brasília (DF), sendo o mandado de prisão expedido em Junho deste ano com validade até o ano de 2032.

Diante do fato, foi dada voz de prisão ao homem, o qual foi conduzido à Delegacia Territorial de Formosa do Rio Preto, ficando à disposição da Justiça.

A Polícia Militar já havia tentado prendê-lo na primeira quinzena de agosto em Santa Santa Rita de Cássia, mas ele conseguiu evadir-se da abordagem. Contra ele há também a acusação, inclusive registrada em Boletim de Ocorrência em agosto deste ano, quando ameaçou um homem de morte também em Santa Rita de Cássia. Segundo o registro, ele tentou matar o homem com um golpe de arma branca na altura do pescoço. No entanto, ele se defendeu com o braço esquerdo, onde foi ferido.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários