Polícia apreende espécies de madeiras em extinção em serraria no Oeste da Bahia

Policiais da Cippa Lençóis e agentes do Inema desativaram o local na segunda-feira (10), na cidade de Serra Dourada.

Policiais da Cippa Lençóis e agentes do Inema desativaram o local na segunda-feira (10), na cidade de Serra Dourada.

Guarnições da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa) de Lençóis, apreenderam na manhã desta segunda-feira (10), com o apoio do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), 40 m³ das madeiras pau d’arco, angico e aroeira numa serraria, na zona rural de Serra Dourada, Oeste baiano.

Quando as equipes chegaram na Fazenda Arará encontraram uma fábrica clandestina, que após análise técnica do Inema constatou que o material era fruto de desmatamento. De acordo com a comandante Cippa, major Sheila Karina Silva Dias, os materiais apreendidos demoram para se desenvolverem na natureza, uma das razões para serem protegidos por lei.

Segundo a oficial, o proprietário já está sendo procurado e, posteriormente, será notificado. Já os materiais foram levados para uma unidade do Inema. “Esse trabalho em parceria com instituto é realizado durante rondas rurais. Temos desenvolvido diversas ações voltadas para a proteção da fauna, flora, extração de minérios irregulares e outros”, disse a major.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários