Polícia Civil e OAB Barreiras discutem soluções para presas no Oeste baiano e dificuldades para recolhimento de fianças

Reunião aconteceu na última quarta-feira (11) em Barreiras

Em reunião nesta semana, a Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil em Barreiras e a Polícia Civil, debateu pautas da advocacia no Oeste da Bahia, e reivindicação de uma sala para que presas na região não sejam enviadas para o presídio na capital baiana. No Oeste baiano não há local para que as mulheres presas possam ser acolhidas.

A reunião entre a presidente da subseção, Draª Bárbara Mariane o presidente da Comissão de Direito Criminal e Execuções Penais, Drº Jandimário Lima e o Delegado e Coordenador Geral da 11º Coordenação de Polícia do Interior Drº Rivaldo Luz e o Titular da Coorpin Drº José Romero, também discutiram sobre a instalação de uma sala especial permanente para a advocacia no Complexo Policial de Barreiras.

Outro problema que tem dado dor de cabeça a advogados e familiares de presos, é o recolhimento de valor de fiança arbitrada pelos delegados. A guia de recolhimento é expedida pelo BRB – Banco Regional de Brasília e em alguns casos não se consegue efetuar o pagamento imediatamente.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários