Professores da rede municipal de Riachão das Neves fazem paralisação de 3 dias

Categoria busca reajuste de 33,24%. A prefeitura ofereceu 10,6% rejeitada no entanto pelos profissionais da educação.

Divulgação: APLB - Sindicato

Os professores da rede municipal de ensino do município de Riachão das Neves vão parar por três dias, como protesto em busca do reajuste de 33,24% do piso nacional do magistério. Segundo APLB Sindicado, o reajuste é assegurado pela Lei Federal 11.728 de 2008 fixado para o exercício de 2022.

A categoria decidiu pela paralisação nos dias 31 de maio, 1º e 2 de junho em assembleia realizada no final da tarde de terça-feira (24) com reserva de 30% do efetivo em atividade, em respeito ao principio da continuidade do serviço público.

Uma nota da APLB indica que a gestão municipal apresentou em reunião promovida pelo representante do Ministério Público, a proposta de conceder reajuste de 10,6% e de considerar como piso salarial o valor da remuneração e não o do vencimento. A proposta foi rejeitada pelos trabalhadores da educação básica. A nota diz também que a proposta contraria as disposições legais e o entendimento do Supremo Tribunal Federal na Ação Direta de Inconstitucionalidade – ADI 4.167.

No próximo dia 31, os professores também marcaram uma manifestação pelas ruas da cidade de Riachão das Neves, a partir das 8, saindo da sede da APLB – Sindicato na Av. Juarez de Souza no Centro.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários