Suspeitos de tentarem matar vereador de Luís Eduardo Magalhães são presos

Prisões aconteceram nesta quarta-feira (14), quatro meses depois do crime.

Reprodução: SSP/BA

Policiais da Delegacia Territorial (DT) de Luís Eduardo Magalhães cumpriram, na manhã desta quarta-feira (14), os três mandados de prisão temporária dos suspeitos de tentar matar o vereador Adernoel Mota de Santana, em março deste ano. Os suspeitos não tiveram as identidades reveladas pela Secretaria de Segurança Pública – SSP/BA.

Adernoel Mota, conhecido como Dé do Sol do Cerrado, é vereador em Luís Eduardo Magalhães – Foto: Reprodução

Uma equipe da 11ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Barreiras) também participou da ação, batizada de Operação Cerrado. Os três foram localizados na zona rural de Barreiras, nas proximidades da Cachoeira do Redondo.

De acordo com o delegado Leonardo Almeida, da DT/Luís Eduardo, o trio é apontado como responsável pela execução do crime. “As investigações prosseguem, com o intuito de chegar até o mandante da ação delituosa”, acrescentou Almeida.

O crime

Conforme apurações, o vereador foi atingido por dois disparos de arma de fogo, no seu escritório. Os suspeitos estacionaram próximo ao imóvel, caminharam até o local e chamaram a vítima, antes de começar a atirar.

“Eles chegaram a efetuar mais um disparo, que não atingiu o político. O trio fugiu quando populares começaram a chamar atenção”, relatou o delegado.

Dentre os três homens presos na Operação, um deles também tinha um mandado em aberto por um homicídio consumado. Os suspeitos devem ser encaminhados ao Conjunto Penal de Barreiras. “Vamos solicitar que as prisões sejam convertidas em preventivas”, salientou.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários