Terceiro caso de varíolas dos macacos é confirmado na Bahia

Paciente de 31 anos mora na capital baiana.

Varíola dos macacos é semelhante à varíola que já foi erradicada, mas menos severa e menos infecciosa — Foto: Science Photo Library

O terceiro caso da varíola dos macacos foi confirmado nesta quarta-feira (20) na Bahia. De acordo com Secretaria de Saúde de Salvador – SMS, o paciente do sexo masculino de 31 anos é morador da capital baiana e começou a sentir o sintomas em 13 de julho. O órgão de saúde não informou se ele tem histórico de viagens.

Ele apresentou febre de início súbito, dor lombar, erupção cutânea e dor de cabeça. Segundo a SMS, ele não precisou de hospitalização e segue em isolamento com boa evolução em domicílio.

Outros dois casos reportados no estado, são de um homem de 32 e outro de 34 anos que seguem em isolamento domiciliar e passam bem. 

Sintomas

Os principais sintomas observados nos indivíduos infectados são febre, dor de cabeça, dores nas costas ou musculares, inflamações nos nódulos linfáticos, lesões na pele, que começam no rosto e se espalham pelo corpo, atingindo principalmente as mãos e os pés. 

O vírus tem um período de incubação que pode variar de cinco a treze dias. De acordo com a OMS – Organização Mundial de Saúde, os sintomas duram de 16 a 21 dias.

Ao apresentar os sintomas da doença, a orientação é que o paciente busque uma unidade de urgência e emergência.

O que é a varíola dos macacos?

A varíola dos macacos é uma doença viral rara transmitida pelo contato próximo com uma pessoa infectada. A transmissão pode ocorrer pelas seguintes formas. A Monkeypox se assemelha à varíola humana que foi erradicada em 1980. 

com g1 e Correio

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários