Vídeo: prefeito de município da Bahia agride manifestantes com chicote

O caso foi registrado na delegacia de Irecê (BA) distante cerca de 65 km de Barra do Mendes.

Reprodução G1

“Pensa num absurdo, na Bahia tem precedentes”. A frase dita pelo então governador da Bahia Octávio Mangabeira (1947-1951), conhecido como o “filósofo da baianidade”, continua mais atual do que nunca.

Pois bem! Um desses absurdos foi registrado na cidade de Barra do Mendes que fica 540 km da capital da Bahia. Uma cidadezinha de pouco mais de 13 mil habitantes fincada no centro-norte do estado.

Armênio Sodré, conhecido como Galego do MDB (não poderia estar abrigado em outra sigla), usou um cinto para agredir cidadãos que manifestavam em frente a sua residência na noite de sexta-feira (4). Uma mulher ficou ferida e com marcas da agressão pelo corpo.

Reprodução: Bahia Notícias/Metrópoles

Os moradores protestavam contra falta de ações dele ao enfrentamento à Covid-19 na cidade. Foi então que o prefeito chegou em seu carro, desceu dele já com o cinto na não e partiu para agressão, chicoteando os moradores. No vídeo, as pessoas começam a correr. Uma mulher que ficou para atrás, mais afastada do grupo que corria, acabou sendo atingida pelo prefeito e ficou ferida. O G1 identificou a mulher como sendo Simone Souza.

Segundo Simone, os manifestantes são amigos de um paciente da cidade, que está com Covid-19 e precisa de um respirador ou de transferência para uma unidade de saúde fora de Barra do Mendes.

“Quando a gente estava lá em frente à casa dele, ele chegou, parou o carro, e já desceu do carro dele por trás [das pessoas], todos correram quando viram ele. Eu fiquei para trás porque a mulher dele me desviou atenção chamando meu nome. Foi quando ele partiu para cima de mim com o chicote [cinto] na mão, me chicoteando várias vezes. De imediato, vi minha mão sangrando e fui levada ao hospital de Barra do Mendes”, contou Simone ao G1.

Prefeito se manifestou
Em nota, Galego do MDB disse que as denúncias dos moradores de desvios de verbas recebidas para o combate à Covid-19 na cidade não procedem.

Em entrevista a TV Bahia, afiliada da Rede Globo, disse que os manifestantes soltaram foguetes em direção à casa dele, pregaram cartazes no portão e no muro da casa, esmurraram e chutaram o portão da residência, assustando as filhas e sua mãe, idosa.

Galego do MDB se desculpou e disse que estava assustado com a situação e que agiu “intempestivamente”.

O município de Barra do Mendes registrava até este sábado 271 casos de Covid-19.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários