Negada prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Em decisão nessa segunda-feira (30) o ministro Luiz Edson Fachin do Superior Tribunal Federal –STF negou conceder prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima.

A defesa de Geddel havia pedido o benefício alegando o enquadramento do preso as condições de risco em relação ao novo coronavírus. Segundo os advogados de Geddel ele é idoso e tem doenças crônicas.

Na decisão, o ministro Fachin afirmou que recebeu informações do juiz responsável pela execução da condenação de Geddel em relação às condições da prisão onde está o ex-ministro.

No documento, o magistrado afirmou que Geddel está em “cela individualizada” e apresentou todas as providências tomadas para a prevenção da transmissão do coronavírus no local.

Condenado a mais de 14 anos de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa, Geddel responde pelo caso do bunker de R$ 51 milhões, encontrado em um apartamento na Graça, em Salvador, em 2017. Em dezembro do ano passado, ele foi transferido do Complexo da Papuda, em Brasília, para uma cela individual no Centro de Observação Penal do Complexo da Mata Escura, na capital baiana.

Com Globo e Bahia Notícias

0 0 voto
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários