Aliado de Bolsonaro desiste do Senado e critica “acordos espúrios”

Imagem: Blog do Francischini

Ana Luiza Albuquerque | Curitiba (PR) | Folhapress

 

O deputado federal Delegado Francischini (PSL), coordenador da campanha de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência, desistiu de disputar o Senado no Paraná. Sem conseguir fechar alianças, ele concorrerá a deputado estadual.
“O acordão branco, ou sujo, da vez foi para que eu não tivesse nenhuma vaga viável para ser candidato ao Senado. Talvez para não ajudar Bolsonaro, para não mudar o país”, disse em vídeo publicado nas redes sociais.
Com apenas oito segundos de televisão, Francischini negociava um lugar na chapa de Ratinho Jr. (PSD), candidato ao governo do Paraná.

Com a desistência de Osmar Dias (PDT) de disputar o governo, no entanto, seu irmão, o presidenciável Alvaro Dias (Podemos), fechou aliança com o candidato do PSD. O Podemos indicou Professor Oriovisto (Podemos) para concorrer ao Senado na chapa, isolando Francischini.
“Eu, no pequeno PSL, com apenas oito segundos de TV, não dá nem para falar ‘meu nome é Enéas'”, reclamou o delegado no vídeo, criticando os “acordos espúrios”.
Ele promete, ainda assim, que “Davi derrubará os vários Golias da política”. “Vou eleger uma grande bancada de direito para a Assembleia Legislativa, que defenda a família paranaense e não os próprios interesses pessoais e financeiros.”

Em nota, Francischini diz que adia o projeto ao Senado diante de uma missão maior: fazer de Bolsonaro presidente da República. “Vou disputar uma vaga na Assembleia para poder ter mais tempo para coordenar a campanha de Bolsonaro no Paraná”, afirma o texto.

Com esta decisão, Bolsonaro terá no Paraná apenas o palanque de Ogier Buchi (PSL), candidato ao governo. Ana Barroso passa a ser a candidata do partido ao Senado. A chapa também conta com deputados estaduais e federais da coligação “Paraná contra a corrupção”, com PSL, Patriota e PTC.
O delegado disputava o terceiro lugar na corrida pelo Senado. Sua saída deve fortalecer o ex-governador Beto Richa (PSDB), com quem concorria pelo eleitorado de direita, prejudicando Roberto Requião (MDB), figura de esquerda na corrida.

Sobre Darlan Alves Lustosa 7978 Artigos
Darlan Lustosa é formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia, com registro profissional 6978/BA e sindicalizado, sobretudo para fortalecer a causa e defender direitos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários