Autores de explosões em Correntina estavam em prisão domiciliar

Operação localizou sete integrantes de organização criminosa e recuperou 315 mil reais roubados de bancos.

Operação localizou sete integrantes de organização criminosa e recuperou 315 mil reais roubados de bancos. - Foto Alberto Maraux / SSP/BA

Três criminosos responsáveis por ataques a bancos, na cidade de Correntina, estavam em regime de prisão domiciliar, quando cometeram as explosões. Além do trio, outros quatro integrantes da organização criminosa também foram localizados, nesta semana.

Os criminosos foram encontrados na região de Maracás, durante a operação interagências ‘Aerárium’, promovida pelas polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal.

Entre os três que estavam em prisão domiciliar, um deles saiu do sistema prisional no dia 12 de abril de 2021. O grupo também é suspeito de outros ataques contra bancos, no interior da Bahia, no mês de abril.

Apreensões

Com o grupo foram recuperados 315 mil reais, fuzil, espingarda, pistola, veículos, farta munição, entre outros materiais.

Dos sete, dois acabaram capturados e os outros cinco resistiram à prisão, terminaram feridos, socorridos, mas não resistiram.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários