Bachelet é indicada para Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU

Brasília - A secretária-geral adjunta da Organização das Nações Unidas (ONU) e diretora executiva da ONU Mulheres, Michelle Bachelet, durante encontro com a bancada feminina do Congresso Nacional e mulheres líderes da sociedade civil, na sede da ONU em Brasília

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, indicou hoje (8) a ex-presidente do Chile Michelle Bachelet para ser a próxima alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos. Porém, a indicação depende de aprovação da Assembleia Geral da ONU, formada por representantes de 193 países.

Michelle Bachelet deve substituir Zeid Ra’ad al-Hussein, da Jordânia, que deixa o cargo no final do mês, depois de mandato de quatro anos em Genebra (Suíça). Zeid se destacou no cargo por um tom crítico a governos e líderes de todo o mundo e anunciou em dezembro do ano passado que não tentaria um segundo mandato de quatro anos porque não queria fazer concessões políticas para continuar no cargo.

Guterres já informou a escolha do nome de Michelle Bachelet aos representantes da ONU. Mas não encaminhou documento formalizando a indicação.

Por enquanto não foi agendada reunião da Assembleia Geral da ONU.

Sobre Darlan Alves Lustosa 7973 Artigos
Darlan Lustosa é formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia, com registro profissional 6978/BA e sindicalizado, sobretudo para fortalecer a causa e defender direitos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários