Bahia já registrou 2.336 casos de H3N2 com 114 óbitos

Casos foram registrados em 214 municípios, sendo 46,19% em Salvador. Do total de mortes, 58 ocorreram no sexo feminino e 56 no masculino.

Imagem do vírus Influenza A. O subtipo H3N2 é o que está em alta circulação na Bahia . Foto: CDC/Unsplash/Divulgação

De 1º de novembro de 2021 até 25 de janeiro deste ano, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registrou 2.336 casos de Influenza A, do tipo H3N2, distribuídos em 214 municípios. Deste total, 1.079 (46,19%) são residentes em Salvador. Vale ressaltar que se trata de uma amostragem de casos de Síndrome Gripal (SG), pois nem todas as amostras coletadas são testadas para Influenza.

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Bahia, dos 2.336 casos, 487 evoluíram para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e necessitaram de internação, com 114 pacientes evoluindo a óbito, o que caracteriza uma letalidade de 23,4%. Dos 31 municípios que notificaram óbitos, Salvador (62), Feira de Santana (8) e Teixeira de Freitas (7) concentram 67,5% das mortes.

Do total de óbitos, 58 ocorreram no sexo feminino e 56 no sexo masculino. A maioria ocorreu na faixa etária acima de 80 anos (61 óbitos). Outros 21 óbitos ocorreram em pessoas de 70 a 79 anos.

Além dos óbitos registrados em Salvador, Feira de Santana e Teixeira de Freitas, os outros municípios onde elas ocorreram foram: Canavieiras (2), Candeias (2), Catu (2), Ilhéus (2), Mulungu do Morro (2), Jequié (2), Ribeira do Pombal (2), Simões Filho (2), Valença (2) e 01 óbito para cada um dos seguintes municípios: Aporá, Cabaceiras do Paraguaçu, Camaçari, Curacá, Guanambi, Itagimirim, Ituberá, Itapema ( município de SC cuja notificação ocorreu em Camaçari), Jiquiriçá, Laje, Mairi, Maragogipe, Nazaré, Pojuca, Sapeaçu, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Tanquinho e Urandi.

Medidas de prevenção

Enquanto a vacina Influenza da campanha de 2022 está em fase de produção, a população pode e deve adotar as seguintes medidas de precaução:

  • Utilizar máscara e álcool em gel;
  • Lavar as mãos várias vezes ao dia, principalmente antes de consumir alimentos;
  • Evitar tocar a face e mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar contato próximo com pessoas que apresentem sintomas de gripe;
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados;
  • Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários