Celebração da Independência da Bahia tem ato simbólico com autoridades em Salvador

Comemorações ocorrem na Lapinha, com hasteamento da bandeira do estado e presença de autoridades.

Reprodução TV Bahia

Os festejos de comemoração pela Independência da Bahia, que completa 197 anos nesta quinta-feira (2), foram suspensas por conta da pandemia do novo coronavírus.

As poucas celebrações mantidas, ocorrem sem a presença do povo. Tradicionalmente, milhões de baianos, percorrem as ruas da Lapinha até o bairro do Campo Grande. Pela primeira não são realizados os cortejos pelo centro antigo da capital baiana.

Na cerimônia desta quinta-feira, as imagens do Caboclo e da Cabocla foram expostas em frente ao Pavilhão 2 de Julho, no bairro da Lapinha, em Salvador. O busto do general Labatut, que também fica na Lapinha, recebeu flores.

Além disso, o hasteamento das bandeiras do Brasil, da Bahia, de Salvador e do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) foi mantido, mas o acesso foi liberado apenas às autoridades civis e militares, além da imprensa.

A solenidade contou com as presenças do governador Rui Costa, do prefeito de Salvador, ACM Neto, do presidentes da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Leal, do presidente da Câmara de Vereadores, Geraldo Júnior, além do presidente do IGHB Eduardo Morais de Castro, respectivamente, entre outras autoridades.

Os moradores da Lapinha acompanharam a solenidade das portas e janelas das casa.

Sobre Redação 6106 Artigos
Perfil da redação do site Portal do Cerrado, site com notícias do Brasil, Bahia e em especial a região Oeste do estado
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários