Fazendas na Bahia são ocupadas por integrantes do MST

Ações ocorreram no Extremo Sul, Baixo Sul e Norte do estado

MST, Movimento Sem Terra, Bahia, Jaguaquara, Guaratinga, Juazeiro
MST ocupa fazendas na Bahia — Foto: Divulgação/MST

Integrantes do MST – Movimento Sem Terra, ocuparam três fazendas nas cidades de Jaguaquara, Juazeiro e Guaratinga, na Bahia, neste fim de semana. Mais de 500 famílias estão em áreas consideradas improdutivas pelo movimento.

LEIA MAIS: Portal do Cerrado

A primeira ação, foi uma reocupação na fazenda Mata Verde, no município de Guaratinga, no Extremo Sul do estado, com cerca de 118 famílias.

Outras duas áreas foram ocupadas na madrugada deste domingo (23). Uma, na regional Norte, com cerca de 200 famílias, que ocuparam 4 mil hectares de terras improdutivas na região do Salitre, em Juazeiro.

Já na região Baixo Sul, camponeses e camponesas fizeram a ação no município Jaguaquara, onde cerca de 200 famílias, ocuparam a fazenda Jerusalém, em Jaguaquara. Esta fazenda, segundo os integrantes do MST, tem um decreto de desocupação desde 2010.

O Movimento Sem Terra alega que as áreas são improdutivas e que não tem famílias assentadas. Conforme o Movimento Sem Terra (MST), essas ocupações fazem parte do processo de reforma agrária que acontece em todo o Brasil.

A Polícia Militar da Bahia informou ao G1, que segue acompanhando as situações.

Em nota, o (MST) Movimento Sem Terra na Bahia disse que reivindica as áreas ocupadas para fins de Reforma Agrária. As ações fazem parte da Jornada Nacional de Lutas em Defesa da Reforma Agrária, que reafirma a centralidade da luta pela terra no Brasil.

Sobre Darlan Alves Lustosa 7981 Artigos
Darlan Lustosa é formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia, com registro profissional 6978/BA e sindicalizado, sobretudo para fortalecer a causa e defender direitos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários