LEM: Presidente da Câmara solta nota após péssima repercussão de vídeo com agressão

Reprodução

com informações do Alô Alô Salomão

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Luís Eduardo Magalhães, Fernando Fernandes (DEM), lançou nota de esclarecimento depois de se envolver em uma briga em um bar da cidade. (veja aqui) Segundo o vereador, as “imagens falam mais que mil palavras”.

Em sua Nota, o Fernando Fernandes (DEM) tenta tirar a atenção dos excessos cometidos, trazendo à tona um assunto no qual ele, e sua família, acreditavam que seria o ‘assunto do dia’; uma decisão do juiz que pede para que o gabinete do seu irmão, vice-prefeito, seja devolvido.

Em um dos trechos da nota, o vereador afirma que “em momento algum agredi ninguém. Tanto é que nas filmagens não há imagem de agressão advinda da minha parte”.

Segue a Nota de Esclarecimento na integra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO.

 Em tempos tão imediatistas, antes de uma conclusão é imprescindível escutar cada versão.

Hoje, 29/11, fui surpreendido com diversas matérias, de cunho extremamente sensacionalista, me apontando como o autor de uma briga. Não tive a oportunidade de falar antes da veiculação do teor das notícias. Pelo contrário. Somente após a veiculação das matérias, é que fui procurado para que me posicionasse.

A verdade é que, na data do ocorrido, o primo do prefeito, o Senhor José Mauro, inclusive atualmente servidor público, sentiu-se incomodado quando escutou meu grupo de amigos conversar sobre a concessão do Mandado de Segurança que garantiu o direito do vice-prefeito poder ter um gabinete na Prefeitura. Inclusive, me causa estranheza esse fato não ter sido veiculado até o momento.

Diante do incômodo e sem entender que o seu pai apenas conversava conosco, o referido senhor partiu para a agressão gratuita, já que o fato de estarmos falando sobre o assunto mencionado o incomodou.

Em momento algum agredi ninguém. Tanto é que nas filmagens não há imagem de agressão advinda da minha parte. O que houve e o que tenho certeza que o pai do envolvido pode confirmar o que estou dizendo, foi que quando me aproximei para conversar com o pai, de maneira pacífica, o filho em questão não entendeu o ocorrido e deu início às agressões, o que acabou ocasionando uma confusão generalizada.

Jamais incitaria agressões, mas jamais poderia ter tolhido o meu direito de conversar com meu ciclo de amigos sobre o absurdo que foi o vice-prefeito precisar de um mandado de segurança para ter uma sala nas dependências da prefeitura e exercer o seu mandato como deve.

Há momento de falar e momento de calar. Não me calarei para a tentativa de abafarem a decisão proferida por um dos respeitáveis Juízes da cidade.

Não tenho a força da mídia local, mas tenho a força da verdade comigo. Isso me conforta.

Peço a todos que assistam a todos os vídeos e não apenas a um deles.

A verdade não precisa de defesa, basta assistirem aos vídeos.

Me coloco à disposição de todos em meu gabinete.

Luís Eduardo Magalhães, 29 de novembro de 2021.

 FERNANDO FERNANDES

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários