Morre em Formosa do Rio Preto Maria Parteira

Por conta da pandemia o velório será restrito à família.

Foto: Darlan A. Lustosa

Morreu no início da tarde desta quinta-feira (10) em Formosa do Rio Preto, Mãe Maria para centenas de “filhos” que ela ajudou vim ao mundo e popularmente conhecida como Maria Parteira.

Filha de João Cheiro e D. Alcina, ela nasceu Maria Ferreira de Souza em 1927 na localidade de “Murrins” em Formosa do Rio Preto, extremo Oeste da Bahia. Aos 20 anos já fazia partos, ofício que exerceu com satisfação e dedicou-se com afinco ao longo do tempo em que a vida lhe deu força. Para ela a profissão era prazerosa. Teve 15 filhos dos quais 6 estão vivos. Ela deixa irmãos, filhos, netos e bisnetos.

O ofício de Parteira era uma das práticas mais antigas da humanidade, pois eram elas que “traziam os meninos ao mundo”. As parteiras são detentoras de um saber tradicional, que era passada de geração para geração, antes de existirem os hospitais e maternidades.

A arte de “pegar menino” diz respeito não apenas ao parto em si, mas toda a relação de cuidado com as mulheres e crianças, trazendo uma perspectiva muito mais humanizada para o parto.

O Portal do Cerrado fez um texto sobre Maria Parteira, publicado em janeiro de 2019.

Por conta da pandemia o velório deverá ser restrito a família.

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário
Mais antigas
O mais novo Mais Votados
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Joaovictor batista

El